Soluções Apen Portas no maior Hospital da América Latina voltado à saúde da mulher

Um hospital público que é referência na saúde da mulher, o maior da América Latina e o 5º maior do mundo nesse âmbito, conhecido também por hospital Pérola Byington teve sua inauguração na Avenida Rio Branco, na região da antiga “cracolândia”, no centro histórico de São Paulo, no último 14 de setembro de 2022.

O projeto do novo hospital foi assinado pelo escritório Paula Fiorentini Healthcare Design, projetado por mulheres para mulheres. “Fomos responsáveis por toda inteligência e gestão do planejamento físico e funcional e trabalhamos com um objetivo em mente: fazer um hospital ágil e compacto para ser inteligente, resolutivo, reduzir dramas e promover sonhos! ”, afirma Paula Fiorentini, presidente do escritório.

Paula afirma também que o projeto conta com tecnologias como: RFID, fachadas ventiladas e farmácia robotizada, trazendo mais agilidade, segurança, rapidez e sustentabilidade. A arquiteta revela que tudo foi pensado com a paciente no centro do cuidado, porque muitas das mulheres atendidas estão em uma situação delicada. “Fizemos um Pronto Atendimento de violência sexual que tem todo o perfil assistencial para dar suporte e acolhimento para essas mulheres, crianças e seus acompanhantes. ”, diz Paula.

Pensando nisso, na nova arquitetura os atendimentos passarão a funcionar em setores próprios com acessos separados. O hospital atende mulheres nas seguintes especialidades: oncologia (ginecológica e mamária), reprodução humana (planejamento familiar, esterilidade e sexualidade) e violência sexual de mulheres e crianças, atendendo meninas e meninos de até 14 anos. Por serem três perfis distintos, há três sentimentos muito diferentes. Pensando nisso, as entradas são separadas para que elas não se cruzem, mostrando assim o respeito aos sentimentos e momentos dessas pacientes.

Podemos observar a fachada do hospital que traz por obrigação, segundo Paula Fiorentini a representatividade de mulheres, tendo três faces femininas em diferentes idades, representando a luta e desafios dessas nas três etapas da vida de uma mulher.

Com quase 60mil m² o prédio possuí 7 andares e cerca de 116 leitos. Nós da Apen Portas fornecemos mais de 1.300 kits de portas e shafts personalizados e customizados conforme o projeto arquitetônico.

Soluções instaladas no hospital

Portas de giro

Porta balcão

Porta de correr

– Porta dupla de abrir

Porta vai e vem

Porta radiológicas

Porta com visor

Porta com veneziana

Shafts

O revestimento utilizado nos kits foi o Off White da Duratex, que possui a tecnologia do Protekto Plus proteção antibacteriana, antimicrobiana e antiviral inclusive contra o vírus da Covid-19, que inativa o vírus em até 99% no primeiro minuto de contato com a superfície, trazendo uma segurança a mais no ambiente hospitalar.

Nossas portas possuem espessura de 42mm possibilitando assim uma resistência acústica maior do que as portas tradicionais, trazendo aos pacientes maior conforto. Resistente à umidade e imune a cupins, a vida útil das portas Apen são prolongadas, não necessitando intervenções químicas para controle de pragas. O revestimento das portas possui boa resistência a riscos, aumentando sua durabilidade principalmente em ambientes de grande circulação de pessoas e maquinários como o hospital.

Além de todos esses benefícios, utilizamos nas portas vai e vem, mola de aço inox, que apresentam maior durabilidade em contato com a água e produtos químicos. Portas com visor para ambientes que precisam ter visibilidade sem abertura da porta e portas com veneziana para ambientes que necessitam de ventilação permanente, também fazem parte das soluções entregues nesta obra.

As portas com chapa metálica para proteção PNE e bate macas, prolongando a vida útil das portas mantendo-as em bom estado por muito mais tempo. Além disso, todas as portas possuem encabeçamento ABS/PVC em todo o contorno da folha, segurando uma proteção extra contra impactos e umidade.

Para este projeto, todos os batentes utilizados nos kits são em aço galvanizado, com guarnições para manter um acabamento harmônico e com amortecedor de borracha, para os impactos.

Nós sentimos muito orgulho pela oportunidade de ter feito parte dessa obra, de tanto impacto social. 

“O Pérola seguirá resignificando a vida de milhares de mulheres”

A obra foi realizada pela construtora Construcap.

Quem foi Pérola Byington?

Nascida em 1879, na cidade de Santa Bárbara do Oeste, Pérola Byington foi uma mulher à frente de seu tempo. Pérola sempre teve um projeto bem delineado de assistência social e uma longa experiência neste setor, adquirida em trabalhos realizados junto à Cruz Vermelha dos EUA e do Brasil.

Nos anos 20, quando o estado de São Paulo passava por grandes mudanças culturais e comerciais, as diferenças sociais começaram a se acentuar, e as taxas de mortalidade, principalmente infantil, eram altíssimas.

Foi neste contexto, que em 1930 surgiu a Cruzada Pró-Infância, fundada por Pérola em parceria com a educadora sanitária Maria Antonieta de Castro. A Cruzada nasceu com o objetivo de coordenar e ampliar os esforços feitos em prol das crianças e das gestantes, mas com o tempo essa ideia cresceu e o programa da Cruzada incluía uma grande variedade de atividades. Sempre junto de Maria Antonieta, Pérola Byington criou dispensários com serviços de clínica geral, higiene infantil e pré-natal; organizou parques e creches; criou bibliotecas infantis e patrocinou a criação de um lactário. Procurou influenciar autoridades para a execução de programas voltados ao cumprimento dos direitos da mulher e, no Brasil, foi uma das primeiras a defender a divulgação das causas de mortalidade no parto e pós-parto, com o objetivo de melhorar o pré-natal.

Em 1959 ela inaugurou o Hospital Infantil e Maternidade da Cruzada Pró-infância, onde além dos atendimentos à população, eram oferecidos cursos de formação para estagiários acadêmicos. Para manter o funcionamento da Cruzada, Pérola mobilizou todos que pudessem ajudar: utilizando os meios de comunicação, divulgou os projetos e convocou a população a participar dos eventos de arrecadação de fundos, e para manter a qualidade do hospital, conseguiu que profissionais renomados fizessem os atendimentos, muitas vezes voluntariamente, laboratórios que realizavam os exames gratuitamente e farmácias que cediam os medicamentos necessários.

Pérola Byington foi diretora-geral da Cruzada desde a fundação até a sua morte, em 1963, e seu nome sempre estará associado à história da assistência à infância e maternidade no Brasil. A Cruzada continua suas atividades até hoje, administrando 10 creches e 1 abrigo, beneficiando quase 2.000 crianças. E o antigo Hospital da Cruzada, que depois da morte de sua fundadora, recebeu o nome de Hospital Pérola Byington em sua homenagem, é hoje o nosso Centro de Referência da Saúde da Mulher, que é administrado pela Secretária de Estado da Saúde.

Em 1964, é inaugurado o Pronto Socorro do Hospital Perola Byington. Para nós, além de toda a sua obra em prol da mulher e da criança, fica o exemplo desta mulher determinada, que quando perguntada sobre como conseguia fazer tudo o que fazia, respondia: “… isso não é trabalho, isso é vida…”.

 – Informação retirada do site do Hospital Pérola Byington

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

LEIA TAMBÉM

RECEBA NOSSAS
NOVIDADES

Preencha os dados abaixo para receber todas as novidades de Apen Portas em seu e-mail.